terça-feira , 29 julho 2014

PONTE DO ARARAS OFERECE RISCOS, DIZEM MOTORISTAS

e_permitida_apenas_a_passagem_de_um_veiculo_por_vez

A ponte sobre o Rio Araras, na BR-425, próximo a Nova Mamoré (RO) oferece riscos para quem passa pelo local, segundo motoristas. A estrutura construída junto com a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré está totalmente comprometida e, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (Dnit), ainda não há previsão de reparos.

No local onde passam veículos, os dormentes e os “pranchões” de madeira estão podres, e os motoristas precisam ter muita habilidade ao passar pela estrutura, que suporta apenas um veículo por vez, mas nem sempre os motoristas respeitam a sinalização.

“Já vi muito carro emperrado aí nessa ponte. Todo dia fica um. Só vão ajeitar a ponte quando acontecer algum acidente grave”, lamenta Vilma Célia, proprietária de um restaurante próximo à cabeceira da ponte. Segundo ela, o problema já dura cinco meses e até agora apenas algumas madeiras foram trocadas, há 15 dias, mas não suportam o tráfego intenso de veículos e de carretas carregadas de mercadoria por conta da área de livre comércio em Guajará-Mirim (RO).

Além dos riscos de acidentes, os condutores enfrentam também o desgaste dos veículos. O funcionário público, André Silva, que mora em Triunfo, distrito de Porto Velho, conta que já teve uma série de prejuízos. “Esta é a segunda vez que venho pra região e está cada vez pior. Nessas viagens já tive que trocar pára-choque, pneu e tive prejuízo também com o peito de aço do carro. Isso é uma vergonha, mas enquanto a população daqui ficar acomodada e não cobrar, nada vai mudar”, comenta.

O motorista Adili Freitas espera providências. “Além das más condições da estrada, temos que enfrentar as más condições das pontes. É preciso ter muita cautela na hora de viajar, senão vamos entrar para as estatísticas de acidentes. Que tem sido muitos”, reclama o motorista Adili Freitas.

De acordo com o analista em Infraestrutura de Transportes do Dnit Alan Lacerda, o projeto para a reforma das pontes do Araras e Ribeirão está em fase de conclusão, em seguida será aberto o processo licitatório, mas as obras só devem começar em 2014. Nenhum serviço provisório  está previsto para ser realizado.

Fonte: G1/RO

Foto: Leile Ribeiro G1/RO

Deixe uma resposta